Newsletter
 
 
 
 
 
Parceria ZURITEL
 
 
REUNIÃO SUPLEMENTAR PROVA
 
 
SIPE TV
 
 
 
 
 
Novidades
SIPE apela à união de todos os professores e educadores

 

Depois de sucessivos ataques à Profissão Docente, à nossa dignidade e qualidade de vida enquanto cidadãos e professores, temos de nos JUNTAR e UNIR

 

Pela recuperação salarial do tempo descongelado;

Pela aposentação especial tendo em conta a nossa especificidade e desgaste;

Por horários de trabalho justos com definição clara do que é o apoio individual e cuja redução por idade e tempo de serviço reverta para trabalho individual;

Por um modelo de concurso que respeite em todos os momentos a graduação profissional;

Por um Modelo de Gestão Democrático;

Pela Dignificação da Carreira Docente

 

BASTA! Não vamos ficar calados! Junta-te a nós, a luta também é tua!

 

Análise do Orçamento de Estado

 

É absolutamente inaceitável a discriminação do Governo para com os professores. Ao contrário dos Funcionários Públicos (cujos pontos na avaliação vão ser todos contabilizados)  todo o tempo de congelamento não será contabilizado.

 

O Ministério das Finanças argumenta que quando se estabeleceu o primeiro congelamento, o legislador disse duas coisas: 1) nas carreiras que tenham pontos, elas são contabilizadas (para efeitos de progressão quando o descongelamento ocorresse); 2) nas carreiras cujo elemento determinante na progressão seja o tempo, esse tempo é congelado e não conta.

 

O SIPE já pediu uma reunião de urgência ao Ministério da Educação e vai reunir a sua direção nacional para determinar formas de combate a mais esta enorme injustiça e discriminação.

 

 

Na sequência de toda a polémica gerada em volta dos concursos, o SIPE espera que o Ministério da Educação acolha as suas propostas.

 

Segundo declarações do Ministro da Educação à comunicação social, uma já está:

 

Noticia no CM, 8 de setembro, proposta do SIPE

 

"A estrutura sindical quer ainda mudanças no regime de permutas entre professores - que permite que estes troquem entre si as colocações que lhes foram atribuídas - pedindo a prorrogação do prazo e a eliminação de restrições, "para minimizar os efeitos perversos do atual formato em que decorre o processo de colocação de professores."

 

Notícia completa do CM

 

 

Noticia no JN, 13 de setembro, declarações do Ministro da Educação

 

"O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse esta quarta-feira que o período para as permutas entre docentes vai ser alargado, depois da forte contestação dos professores que foram colocados em escolas a centenas de quilómetros de casa."

 

Notícia completa do JN

 

 

 

 

Após várias denúncias de docentes penalizados pelas medidas adotadas pelo Ministério da Educação (ME) no âmbito da colocação de professores, o SIPE – Sindicato Independente de Professores e Educadores vai exigir à Tutela a abertura de um novo concurso que reponha a justiça no processo de colocação de docentes.
O SIPE considera inaceitável que o conjunto de horários agora disponíveis na Reserva de Recrutamento não tenham sido, na sua maioria, indicados logo em agosto, a tempo da Mobilidade Interna e da Contratação Inicial. Só assim o concurso poderia ser mais justo, porque, dessa forma, os professores teriam tido acesso às vagas reais, existentes, e seriam colocados de acordo com as suas expetativas, evitando as injustiças verificadas no Concurso Nacional.

 

Lê a Noticia no Diário de Notícias

 


"O SIPE considera inaceitável que o conjunto de horários agora disponíveis na Reserva de Recrutamento não tenham sido, na sua maioria, libertados logo em agosto, a tempo da Mobilidade Interna e da Contratação Inicial."

 

 

 

Plataforma do SIPE para todos os docentes que se sintam lesados com a sua colocação

 

 

 

O SIPE considera inaceitável que o conjunto de horários agora disponíveis na Reserva de Recrutamento não tenham sido, na sua maioria, libertados logo em agosto, a tempo da Mobilidade Interna e da Contratação Inicial. Só assim o concurso poderia ser mais justo, porque, dessa forma, os professores teriam tido acesso às vagas reais, existentes, e seriam colocados de acordo com as suas expetativas, evitando as injustiças verificadas no Concurso Nacional.

 

O SIPE recorda ainda que:

Foi contra este diploma e não o assinou, prevendo precisamente que o mesmo traria vários problemas, como agora é possível constatar.
Apresentou uma petição que defendia a Graduação Profissional como único critério de colocação dos docentes, petição essa que foi aprovada na Assembleia da República mas cujas recomendações foram desprezadas posteriormente aquando a elaboração do diploma de concursos atualmente em vigor.

 

Preenche o teu PROTESTO

 

O SIPE, ao longo do ano letivo 2016/17, levou a cabo várias iniciativas que pretendiam minimizar as injustiças verificadas na colocação de professores. A 3 de fevereiro de 2016 foi discutida a petição do SIPE: Colocação de Professores por Graduação Profissional e fim da BCE 

Deparado com os resultados dos concursos, o SIPE  colocou as seguintes questões ao Ministério da Educação:

 

1-Qual a razão para que nos concursos de Mobilidade Interna e Contratação Inicial só tenham sido apurados horários completos?

 

2- Qual o motivo de não terem sido todos os horários apurados?

 

3-Qual o motivo para que as autorizações do MEC às escolas, no que diz respeito ao serviço docente necessário ao funcionamento dos Agrupamentos de Escolas, seja tardiamente fornecido, autorizações das quais resultam muitos horários para colocações mais tardias e que corrompem a lógica dos concursos?

 

4 - Qual a razão de não colocarem a concurso todos os horários em simultâneo?

 

 

O SIPE encontra-se disponível para elaborar recursos e apoiar iniciativas dos professores!

    1  2  3  4      
 
Não te deixes apanhar
 
 
DESCONGELAMENTO E APOSENTAÇÃO - JÁ
 
 
 
EM DEFESA DA REPOSIÇÃO E MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO
 
 
SIPE Lutas 2016/17
 
 
Lutas Sindicais 2017
 
 
piaget
 
 
MGEN Regresso às aulas
 
 
SIPE Coração
 
 
Facebook SIPE